7 passos para criar um grupo de bambolê em sua cidade

Os antigos já conheciam os benefícios de dançar dentro de círculos, em grupos eufóricos e numerosos

O Hooping.org fez recentemente este texto sobre a urgência que os bambólatras sentem em formar grupo para praticar e trocar experiências. O fundador do Hooping.org, Philo, fala sobretudo da responsabilidade de investir seu tempo para produzir um evento que seja consistente e divertido.

Mas em linhas gerais a mensagem é: chame os amigos, façam alguns bambolês e comecem a espalhar a palavra (e o movimento)!

Leve seu bloco para as ruas, parques e para a vida de todos, com esta deliciosa manifestação urbana e festiva, cheia de good vibes.

Sete passos para formar um grupo de bambolismo

  1. Procure parceria: antes de começar, pesquise no hooping.org para descorbrir se já não existe um grupo de bambolistas na sua área; caso não haja, funde um!
  2. Escolha um lugar e apareça por lá regularmente: divulgue sempre os encontros nas suas redes sociais, leve alguns bambolês extras e seja consistente!
  3. Abrace a causa de ser um embaixador: abandone a vergonha de bambolear sozinho, até porque você não estará sozinho por muito tempo. Ser um embaixador pode ser uma tarefa árdua, mas alguém tem que fazê-la!
  4. Aumente o som! Não tem como escapar, além de bambolês sobrando, você precisará de música nos encontros! No começo,  você pode levar um aparelho pequeno, que funcione com pilhas, mas à medida que seu grupo cresce vocês precisarão de mais decibéis. Para saber mais sobre esse assunto, visite o link http://www.hooping.org/2011/01/hoopjam-sound-solutions/ .
  5. Não deixe a peteca cair! você começou e agora tem que perseverar! Não tenha vergonha de pedir ajuda, para que haja sempre alguém no lugar combinado para “abrir os trabalhos”. Outro ponto importante é estipular um lugar alternativo para os dias de chuva.
  6. Considere expandir o círculo: aproxime-se dos malabaristas, bailarinos, músicos, etc. Eles provavelmente ficarão felizes de poder compartilhar com seu grupo. Dois exemplos de encontros regulares: o Cleveland Flow Collective, que acontece nas terças, em Ohio e o Play in the Park, em Atlanta aos domingos.
  7. Surpreenda: quando seu grupo já estiver em pleno funcionamento, traga novidades! Vistam uns figurinos divertidos e desfilem por uma avenida principal, em cortejo. Promovam um piquenique com bambolês, dêem uma festa para arrecadar fundos para alguma causa em que acreditem. Programem uma festa para confeccionar ou decorar bambolês. Enfim, não há limites quando seu grupo de bambolismo se une para fazer as coisas acontecerem!
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s